Perfil
QUEM SOU EU?

Sou libriana do signo de ar.
Sou os dois pratos da balança.
Oscilo entre dois extremos:
O real e o irreal,
O perfeito e o imperfeito.

Tenho os pés na terra,
Mas a cabeça no ar.
Dou saltos de imaginação,
Sem sair do lugar.
Por fora sou ave sem asas,
Por dentro, águia que voa.

Sou regida por Vênus,
A deusa da beleza.
A arte é o que me sustenta.
Por isso crio e recrio,
Com as mãos, gestos e palavras.

Sou o signo da justiça.
Sou como uma esponja.
Absorvo e acolho
As dores do mundo.
Mas também sou concha.
Me fecho e me protejo.

Meu signo é o da harmonia,
Equilíbrio e ponderação.
Busco o caminho do meio
Por vias da moderação.
Às vezes, me desequilibro.
Perco o rumo mas me aprumo.

Sou calma na superfície,
Qual lago na planície.
Por dentro vivo em ebulição.
Falta-me a razão.
Sou regida pela emoção.
 

Imagem de cabeçalho: raneko/flickr