Textos

GRITO DE SOCORRO
Um grito estarrecedor
Brota do fundo da terra,
Ecoa pelas montanhas,
Atravessa os ares,
Espanta as aves,
Silencia os rios,
Agita os mares.

Os bichos se calam
Ante o grito pavoroso.
Grito de dor,
De agonia,
De socorro!

Só o homem,
Na sua ignorância,
Se esconde.
Nada ouve, nada vê,
Nada sente.
Bicho predador,
Faz mau uso do que lhe foi dado
Pelo Criador.

Na sua ambição desmedida,
Destrói tudo.
Não há nada que o faça parar.
Por onde passa,
Deixa um rastro de desolação,
Morte e destruição.

Interrompe os ciclos da natureza,
Envenena o solo,
Incendeia as matas,
Desvia o curso dos rios.
Vida corrompida.
Vida roubada.

Bicho-homem,
De que lhe serve a consciência?
O juízo se rendeu à loucura.
Um simples bicho
Teria mais humanidade.
Quanta insanidade!

Dorme o homem
Na eterna inconsciência.
Respira, bebe e come
O que foi contaminado
Com o seu veneno.
Cava sua própria sepultura!
Mari Watanabe
Enviado por Mari Watanabe em 23/08/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr